Colunistas
Chave virada
por Francisco Dandão



Depois de perder as duas finais que disputou, respectivamente turno e returno, no campeonato acreano de futebol profissional de 2018, o Atlético Acreano, glorioso Galo Azul do 2º Distrito de Rio Branco, vira a chave e passa a concentrar o seu foco na disputa da série C do torneio nacional.

A série C, cujo início está marcado para o próximo dia 14 de abril, configura-se este ano numa verdadeira pedreira, uma vez que clubes tradicionalíssimos do futebol brasileiro estarão presentes na disputa. Casos, só para citar alguns, do Clube do Remo, do Bragantino e do Náutico.

Na regionalização proposta pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para o agrupamento das equipes, o Atlético Acreano caiu justamente na chave dos já citados Clube do Remo e Náutico. Mas não somente estes. Ainda tem clubes do porte de ABC, Santa Cruz, Confiança e Salgueiro.

Diante do exposto, o Atlético vai ter que reunir forças rapidinho para voltar a jogar aquele futebol insinuante e eficaz que o fez bicampeão acreano em 2016 e 2017, bem como subir para a referida série C no ano passado. Um futebol de ousadia e precisão, tanto nos passes quanto nas finalizações.

Aquele jogo no começo deste ano, pela Copa do Brasil, contra o Atlético Mineiro, na Arena da Floresta, parece ter sido o ápice da evolução do Atlético Acreano. O empate, naquela oportunidade, nem de longe se traduziu num resultado justo. O certo seria a vitória do time vestido de azul.

O Atlético Acreano, porém, depois daquela noite memorável, jamais conseguiu jogar no mesmo nível. E, assim, acabou deixando escapar o turno do campeonato acreano para o Galvez e o returno para o Rio Branco. Resultados que não lhe credenciam a jogar a próxima Copa do Brasil.

Não jogar a Copa do Brasil, ainda que a disputa se restrinja a uma única partida, acarreta um prejuízo enorme, principalmente para os pequenos clubes do Norte do país. Mantidos os valores de hoje, são “quinhentos paus” que deixam de entrar nos cofres do excluído. Quinhentos mil reais a menos!

Independentemente de qualquer coisa, entretanto, já que não adianta nada ficar chorando o leite derramado, o certo é que o Atlético Acreano aposta suas últimas fichas da temporada na série C. Pelo menos, se não der para ficar “nas cabeças”, para não ser rebaixado à série D de 2019.

A imensa e apaixonada torcida do Atlético vai ser muito importante nessa empreitada do time na série C. Precisa acreditar nas possibilidades de a equipe se dar bem. Precisa ir ao estádio dar o seu apoio. E a saga começa justamente contra o Clube do Remo, dia 16, na Arena. Deus salve o Galo!

 
© Copyright 2004 - 2018 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte