:: Futebol do Norte
 

Colunistas
Representação
por Francisco Dandão



A região Norte do país tem uma representação demasiadamente pequena no mapa do futebol brasileiro. Praticamente só se tem notícias dos times da citada região durante a disputa da Copa do Brasil. E, assim mesmo, essas notícias se limitam a uma ou, quando muito, duas partidas.

Nos dias que correm são somente três as equipes da região Norte que entram no noticiário esportivo de outros Estados: o acreano Atlético e os paraenses Remo e Paysandu. Os dois primeiros no campeonato brasileiro da série C e o terceiro, mais adiantado, no campeonato brasileiro da série B.

E no ano que vem, se o Remo não conseguir sair da situação difícil em que se encontra, a representação nortista se limitará a dois clubes. É que faltando três partidas para o encerramento da primeira fase da série C, o glorioso Leão Azul encontra-se segurando a lanterna do Grupo A.

Time de tradição, que já frequentou em anos passados a elite do futebol nacional, bem como dono de uma torcida pra lá de apaixonada, o Clube do Remo merece muito uma sorte melhor. Voltar para a série D, a quarta divisão, última escala antes do nada, penso que seria catastrófico.

Mas o Remo só depende das próprias forças para permanecer na série C. Vencendo as três partidas que restam o time paraense se garante. E levando-se em conta que dois desses três jogos acontecerão dentro de casa, as chances de permanência aumentam. Mas tem que jogar com o coração.

No que diz respeito ao Paysandu, ainda é muito cedo para se projetar a sorte do time no campeonato da série B. Competição de 38 rodadas, só foram jogadas 16 até agora. É verdade que o Papão da Curuzu está mais pra parte de baixo do que para o G4, mas ainda tem muita coisa pela frente.

Desses três representantes da região Norte, a melhor situação é a do Atlético. O time acreano é o líder da sua chave na série C e está a um passinho de se classificar para as quartas-de-final da competição. Dos nove pontos que ainda vai disputar, precisa somar três para ter o direito de disputar o acesso.

Dependendo dos resultados dos adversários mais próximos, o Galo pode passar de fase até sem somar esses três pontos que eu falei aí no parágrafo anterior. Tem dois jogos difíceis fora de casa (Botafogo-PB e ABC-RN). Mas ainda pega o Confiança no Florestão. São boas as chances!

É isso. Tomara chegue o dia em que outros Estados do Norte tenham equipes nas principais divisões do futebol brasileiro. Amazonas, Rondônia, Amapá e Roraima precisam trabalhar para tal fim. O futebol é meio de inclusão social. Políticos e empresários devem se conscientizar disso!

 
© Copyright 2004 - 2018 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte