Colunistas
CBF não é banco
por Manoel Façanha

A manifestação de indignação do presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul, a respeito da ausência de cotas as equipes participantes do Campeonato Brasileiro da Série C durante entrevista ao Jornal O Liberal, é muito oportuna, pois o torneio reúne 20 equipes das cinco regiões do país e boa parte delas com dificuldades orçamentárias, exemplo disso é o nosso glorioso Atlético Acreano.

O certo é que a CBF deveria injetar mais dinheiro na Série C, não somente com pagamento de despesas com deslocamento das equipes aos locais de partidas e uma cota destinada a hospedagem, mas sim, tirar parte do seu grandioso lucro anual – já que não é instituição financeira, para fomentar o futebol nas regiões mais carentes do país, regiões essas que suas populações também consomem produtos das empresas patrocinadoras da entidade futebolística, como Vivo, Guaraná Antarctica, Nike, Itaú, Gol, Mastercard e outras.

E, somente a título de informação, a CBF fechou o ano de 2017 com um total de R$ 361 milhões em caixa, entre aplicações em bancos, segundo balanço da entidade obtido pelo blog rodrigomattos.blogosfera.uol.com.br.

Tite chama Weverton para amistoso


O goleiro acreano Weverton vive boa fase no Palmeiras. Foto/Lucas Figueiredo/MoWa-Press.

Após dois meses de observações em 2019, o técnico Tite convocou a Seleção Brasileira na manhã desta quinta-feira (28). No auditório da sede da CBF, o treinador revelou os 23 nomes que estarão à disposição para disputa dos amistosos contra Panamá e República Tcheca, marcados para os dias 23 e 26 de março, respectivamente.

O goleiro acreano Weverton (foto), hoje no Palmeiras, voltou a fazer parte da lista do treinador brasileiro.

O Mago e os holofotes

O técnico Marcelo Altino (foto) continua com o prestígio em dia com a imprensa esportiva. Nem mesmo a derrota no seu retorno ao comando técnico do São Francisco diante do Humaitá por 2 a 1, foi suficiente para os holofotes e o microfone ficarem distante do velho mago.

AS CURTINHAS

O confronto entre Galvez e Palmeiras, válido pela Copa do Brasil sub-20, dia 13 de março, teve horário da partida modificado a pedido do Imperador. O duelo, antes marcado para as 15h, foi transferido para as 18h30, no estádio Arena da Floresta.

O orçamento anual do Paysandu para a temporada 2019 deve ficar na casa de R$ 16 milhões a R$ 17 milhões, segundo informou o presidente do clube Ricardo Gluck Paul.

O Galo Carijó, adversário do Papão na disputa da Série C, fica longe até mesmo de um milhão.

Com a queda para a Série C, Paysandu perdeu R$ 8,5 milhões em receita.

Somente da Caixa, o clube deixou de arrecadar R$ 2,5 milhões e outros R$ 6 milhões eram da cota da Série B.

Bom dia!

 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte