Colunistas
Crise sem fim?
por Manoel Façanha



Os péssimos resultados colecionados pelo Rio Branco na disputa do Campeonato Brasileiro da Série D/2019 somente comprovam a crise econômica e administrativa vivenciada por essa quase agremiação secular de nosso estado.

Seria leviano de minha parte culpar apenas a atual gestão, pois as pessoas que acompanham o futebol sabem de olhos fechados que a situação caótica do clube iniciou há quase uma década, precisamente na administração do ex-presidente Francisco Leal e se arrasta até os dias atuais, onde as dívidas trabalhistas e fiscais se confundem comum a bola de neve (não para de crescer) e há anos tiram o sono de conselheiros e de torcedores mais apaixonados pela agremiação.

Com quase três temporadas sem um presidente – o clube hoje é administrado por um conselho -, é chegado o momento das cabeças pensantes encontrarem um líder corajoso e capaz de apontar um norte para a sobrevivência do Rio Branco, apesar de reconhecer que existem algumas pessoas no clube que estão empenhadas na busca de uma solução para colocar ponto final neste triste capítulo da história da agremiação. No entanto, acredito eu que a eleição de um novo gestor, ao cargo de presidente, soaria positivamente numa perspectiva de melhores dias ao clube.

Zé Marco continua prestigiado

O técnico Zé Marco segue no Imperador Galvez para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série D. O profissional chegou a deixar o cargo à disposição da diretoria após o empate do último domingo, em casa, diante do Santos-AP por 1 a 1. No entanto, a diretoria optou em continuar com o profissional até a próxima temporada.

AS CURTINHAS

Com um ponto ganho na disputa da Série D, o Rio Branco supera apenas seis equipes na classificação geral da competição, assim aparecendo na 62ª colocação.

O próximo compromisso do Rio Branco ocorre no próximo sábado (1º), contra o Fast-AM, às 18h (de Brasília), no estádio da Colina, em Manaus, pela quinta e penúltima rodada do grupo 1.

A diretoria do Paysandu anunciou oficialmente, nesta segunda-feira, a demissão do jovem técnico Léo Condé.

Os dirigentes do Papão, porém, ainda não confirmaram o nome do novo comandante.

O clube paraense é o primeiro do Grupo B a trocar de treinador na Série C do Campeonato Brasileiro.

Bom dia!

 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte