Colunistas
Incentivos
por Francisco Dandão



Levando em conta que os dois candidatos a campeão brasileiro de 2020 não fazem um confronto direto na última rodada, volta à cena a questão dos incentivos extracampo para, supostamente, fazer os jogadores dos adversários correrem um tanto mais. O tal do chamado “doping financeiro”.

Os dois times, como qualquer torcedor sabe, são o gaúcho Internacional e o carioca Flamengo. O Internacional, que está dois pontos atrás, pega o Corinthians, e só pode conquistar o título se vencer o seu confronto e ver o Flamengo perder (até o empate serve) para o São Paulo.

Como, teoricamente falando, tanto o Corinthians quanto o São Paulo nesse momento são inferiores ao Internacional e ao Flamengo, surge a oportunidade propícia para vir à tona aquilo que se chama no mundo do futebol de “mala branca”. Aquela vitamina básica para fortalecer as pernas!

Especificamente falando-se no caso em tela, os noticiários esportivos recentes dizem que esse incentivo já surgiu. E teria vindo de um empresário do Mato Grosso. Torcedor fanático do Internacional, o referido empresário teria prometido dar uma grana para o São Paulo atrapalhar o Flamengo.

Esse empresário, aliás, ganhou as manchetes na semana passada quando pagou um milhão de reais para garantir a escalação do lateral Rodinei, do Inter, contra o Flamengo. É que por ser jogador do Fla, emprestado ao Inter, Rodinei só poderia jogar pagando esse valor de multa.

O tiro saiu pela culatra, levando-se em conta que o emprestado Rodinei acabou sendo expulso de campo, no comecinho do segundo tempo, e o Flamengo ganhou o jogo. Provavelmente tenha sido o dinheiro mais mal empregado da história recente do futebol brasileiro. Um milhão jogado fora!

Independentemente, porém, do lixo para onde foi o dinheiro do empresário, que cada um faz o que bem entende com os seus ganhos, e não existe lei que proíba isso, o que se questiona é esse próximo passo: o incentivo (“mala branca”) para fazer o São Paulo dar o sangue contra o Fla.

Questiona-se, mas, é verdade, pouco se pode fazer para evitar que, de fato, o incentivo ocorra. Nessa situação, todas as bocas só estão comentando por causa da publicidade dada ao fato. Parece que o empresário gosta de aparecer. Se tudo fosse feito bem na surdina, dificilmente o mundo saberia.

O planeta futebol é assim mesmo: um pouco sob os holofotes e uma boa parte envolta na bruma. Mas aqui pra nós, baixinho e sem que ninguém ouça, eu acho que o empresário vai de novo jogar dinheiro fora. Se o São Paulo perdeu até para o lanterna Botafogo, terá forças para bater o líder?

 

Futsal Acre Amapá Amazonas Pará Rondônia Roraima Tocantins Giro pelo Brasil Giro pelo Mundo

© Copyright 2004 - 2021 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte