Colunistas
Reprovados
por Francisco Dandão



Quando nos idos anos da década de 1970 os compositores João Ricardo e Paulinho Mendonça criaram a canção Sangue Latino, na qual diziam que os ventos do norte não moviam moinhos, teve quem achasse ruim, entendendo que se tratava de um desrespeito com a pujança nortista.

Cinquenta anos depois, apesar das tempestades tropicais que, vez por outra, destelham casas e derrubam coberturas de postos de gasolina, não creio que muita gente ainda pense que os artistas da música não tinham razão. Inclusive porque nem moinhos de vento existem nessa parte remota do país.

Se a gente considerar, então, a metáfora musical do ponto de vista do futebol, aí é que não se pode mesmo levar em conta a força dos ventos do norte. Por mais que se empreendam esforços para levar um time local a patamares mais elevados, nacionalmente falando, quase nada acontece.

Veja-se o que aconteceu na Série D deste ano: nenhum clube do Grupo 1, onde se concentrava a maioria dos times da região Norte, logrou ir além da segunda fase do torneio. Castanhal-PA, Penarol-AM, São Raimundo-RR e Galvez-AC não foram páreos para os seus respectivos adversários.

O Castanhal levou duas surras do maranhense Moto Club. O Penarol venceu o jogo da ida, mas levou um pau do 4 de Julho-PI na partida da volta. O São Raimundo, igualmente ao Castanhal, perdeu indo e vindo do Paragominas-PA. E o Galvez sucumbiu diante do Guarany de Sobral-CE.

No meu entendimento, a desclassificação mais surpreendente (e frustrante) foi a do Castanhal, levando-se em conta que a campanha do referido clube na etapa de grupos foi impecável. O time desfilou nessa fase, vencendo 11 dos 14 jogos realizados. Parecia tão forte quanto um furacão!

Salvo total engano do velhinho aqui que vos escreve essas mal traçadas (e maltratadas também) de hoje, o único time do norte do país que passou para as oitavas-de-final da Série D foi o paraense Paragominas. Mas o confronto deste na segunda fase foi contra outro nortista (o São Raimundo).

Ou seja: nenhum time do norte do Brasil eliminou um concorrente de outra região. Todos, como diria o poeta, foram reprovados na sua tentativa de ascensão. O mesmo que, provavelmente, vá acontecer agora com o Paragominas, que enfrenta o Atlético Cearense. Eu disse, “provavelmente”.

Menos mal que na Série C dois times aqui da Amazônia, o Paysandu e o Manaus, faltando uma rodada para acabar a fase de grupos, seguem com chances de passar às quartas-de-final da competição. E assim, os dois podem chegar à Série B. Será que podem mesmo? Vou fazer um consulta ao vento!

 


© Copyright 2004 - 2021 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte