Notícias
Iranduba e 3B entram em rota de colisão
Polêmica
13.09.2017 - 10:43 - Amazonas

Os bastidores do futebol feminino no Amazonas estão pegando fogo. Hexacampeão amazonense, o Iranduba aparece como o time a ser batido, e Penarol e 3B, ambos com dissidentes do Hulk, são neste momento as principais ameaças à hegemonia do Verdão, no estadual feminino. E antes mesmo de o campeonato começar, a disputa já está acirrada, mas fora de campo, por jogadoras. De um lado, o 3B acusa o Iranduba de "atravessar" negociações com jogadoras. De outro, o Hulk reclama que boatos sobre a perda de um patrocínio master, após o fim da parceria com o 3B, está atrapalhando a contratação de novas atletas para o clube.

Para o diretor de futebol do Iranduba, Lauro Tentardini, a disputa já começou desleal, fora de campo. Com uma acusação de que o Hulk teria "atravessado" contratações do 3B, Lauro revela que o clube na verdade está perdendo a chance de fechar com novas atletas por conta de boatos.

Já Bosco Brasil Bindá, dono do 3B Sport, disse nesta terça-feira ao GloboEsporte.com que Lauro soube que o clube estava em contato com a atacante Elenize e a zagueira Jaqueline, e mesmo assim fechou com as atletas, que foram anunciadas esta semana.

- Isso foi algo que me deixou triste, porque sempre ajudei o Iranduba, mas infelizmente faz parte do futebol. O Lauro sabia que eu estava em contato com as jogadoras, que tinha feito o convite a elas, e mesmo assim passou na frente e contratou. Bola para frente – disse.

Tentardini rebate e afirma que o contato com as jogadoras já havia acontecido há muito tempo e que não atravessou nenhuma negociação.

- Quero esclarecer que a Jaqueline já jogou no Iranduba e no ano passado, ela só não ficou no clube porque demorou a dar resposta por causa da faculdade dela. Quando ela deu o "ok", nós já havíamos fechado com Sorriso e Karen. Já a Elenize foi indicada para o presidente Amarildo e pra mim pela Federação de Tocantins, em 2015. Antes de o Bosco entrar em contato com elas, já haviamos fechado, o que pode ser confirmado pelas próprias atletas - disse.

Lauro afirma inclusive que boatos de que o clube perdeu seu patrocinador master ao encerrar a parceria com o 3B, que recentemente se emancipou e se tornou um clube de futebol, estão atrapalhando negociações com novas atletas. Tentardini diz que não sabe quem está espalhando a história, mas faz questão de desmentir.

- Não perdemos patrocinador master algum, pois o 3B não ajudou na folha de pagamento nem mesmo quando disputamos um torneio amador levando o nome deles esse ano. O que ele [Bosco] nos cedeu a partir daquele campeonato foi campo e academia gratuitamente, e algumas frutas, como abacaxi, para depois dos treinos. Na folha das atletas ele nunca ajudou. Mas foi um bom parceiro e agradecemos por isso. As jogadoras nos passam que a informação de que perdemos um patrocínio master chega por outro clube amazonense. Não sei qual o clube, mas é um clube mentiroso. O nariz do dirigente deve ser bem grande igual o do Pinóquio – concluiu.

Quem está atravessando quem?

Também esta semana, o 3B anunciou duas jogadoras que estavam no elenco do Iranduba até o último mês, a goleira Kemelli e a zagueira Sorriso. Quando anunciou que fundaria seu próprio clube, Bosco chegou a declarar que não buscaria jogadoras do Iranduba para o montar o elenco, o que acabou sendo questinado quando Kemelli e Sorriso fecharam com o 3B. Ele explica dizendo que a zagueira já não era mais do Hulk e que a goleira não fazia parte da espinha dorsal do elenco.

- A Kemelli por exemplo, se não me engano, nunca teve chance como titular e a Sorriso já era jogadora do Corinthians quando fechamos. O que eu disse anteriormente, sobre não buscar jogadoras do Iranduba, é totalmente verdade, porque nunca negociei, e nem vou negociar com ninguém que faça parte da espinha dorsal do time. Essa semana, por exemplo, houve uma especulação sobre a contratação da Monalisa [lateral], de quem eu nunca fui atrás, justamente pelo fato de ela ser titular lá – esclareceu.

Desdobramentos

Bosco se diz chateado com a repercussão do assunto de forma negativa, revela que já não tem mais amizade com Lauro e que pensou em tomar atitudes por conta da contração de Jaqueline e Elenize, mas não o fez por causa das jogadoras, a quem ele afirma ter apreço.

- A academia estava liberada para as atletas até ontem, por conta da amizade que temos. Elas sabem que podem contar com a minha ajuda na medida do possível, mesmo jogando no Iranduba. Mas ajudo pelas jogadoras, e não pela diretoria. Ele [Lauro], já fez questão de dizer que é meu inimigo, mas minha amizade com as atletas continua – concluiu.

Iranduba e 3B já tem um encontro marcado, desta vez no campo, no dia 23 deste mês, quando começa o Campeonato Amazonense Feminino. A partida acontecerá na Arena da Amazônia.

Dupla que recentemente foi anunciada no Iranduba acabou sendo estopim para início de batalha nos bastidores. Foto: Divulgação
Fonte: Globoesporte.com
 
© Copyright 2004 - 2017 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte