Notícias
Fast madruga e entrega prestação de contas ajustada à Sejel
Copa SP
29.12.2017 - 17:02 - Amazonas
Foto: Marcos Dantas

O Fast continua esperançoso na busca do apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) para conseguir o valor para bancar 25 passagens para a Copa São Paulo de Futebol Júnior, na qual o time estreia no próximo dia 4 de janeiro, diante do Atlético-MG. Após o não da Sejel nesta quinta e pedido de ajuste da prestação de contas da participação do time deste ano, os dirigentes do clube madrugaram e entregaram na manhã desta sexta a documentação adequada.

De acordo com o diretor de futebol do Fast, Rafael Melo, fez questão de deixar claro que a reunião de quinta foi a primeira que o Fast foi convocado pela Sejel para tratar das passagens para a Copa São Paulo 2018. E, segundo ele, prontamente atenderam o pedido da secretária Janaina Chagas. E, durante o encontro, ouviu o pedido que entregassem a prestação de contas de janeiro de 2017.

- Mesmo o Fast entendendo que desta vez é diferente, porque em janeiro de 2017 quem solicitou as passagens fomos nós, Fast, e agora quem está solicitando é a FAF, a Sejel nos comunicou que faltava a nossa prestação de contas e que as passagens não poderiam ser emitidas por falta dessa documentação. O que foi atendido. Em menos de 24horas fizemos uma adequação na prestação de contas que já havia sido entregue na própria sejel, mas que não estava dentro dos padrões do que a Sejel solicita. Nós passamos a madrugada toda trabalhando nessa documentação e hoje pela manhã, às 8h30, nós entregamos a documentação no protocolo da Sejel – explicou.

Apesar do não da secretaria, comunicado pela secretária na quinta-feira, o diretor Rafael Melo disse que está esperançoso pelo apoio, que é de aproximadamente R$ 80 mil em passagens (ida e volta) para 20 jogadores e cinco membros da comissão técnica.

- Agora nós vamos aguardar a definição. A secretária ontem foi bem taxativa que se não tivesse a prestação de contas não tinha como atender a solicitação da FAF, a Federação Amazonense de Futebol. Nósa atendemos a solicitação, adequamos a prestação de contas, entregamos a prestação de contas e agora a gente vai aguardar a definição da questão – completou.

O dirigente do Fast fez questão de ressaltar que, pelo regulamento da Copa São Paulo, o responsável pela ida do time é a Federação Amazonense de futebol e que o Tricolor de Aço entrou apenas com a camisa e o campo para treinar. Segundo ele, a federação deveria dar o suporte e fazer o convênio com a Sejel para que fossem dadas as passagens.

- Não sei se por culpa da FAF ou por culpa da Sejel. Acredito que neste momento não é nem interessante buscar culpados e sim uma solução. É o que a gente quer. Porque são sonhos. Cada garoto daquele tem um sonho e a gente não pode destruir os sonhos de ninguém. A gente confia na secretária Janaina Chagas e a gente confia no Governo do Estado. E a gente vai esperançoso aguardar a definição – completou.

FAF busca outras ajudas

O diretor de base da FAF, Thiago Durante, explicou que a entidade fez um pedido para a Prefeitura de Manaus e que até o momento não teve resposta e que a federação, por meio do presidente Dissica Valério Tomaz, está buscando com alguns parceiros para ver se alguém tem o dinheiro para viabilizar, mas que por estar perto do início da competição fica mais difícil.

- A gente sabe que está em cima e está difícil. É muito complicado. Mas nós fizemos a nossa parte. O Fast entrou com a camisa e o centro de treinamento. A federação arcou com os custos da logística, vale transporte, uniforme, além de uma preparação no Brasileiro de Seleções. Mais ajuda de custa dos membros da comissão técnia. Infelizmente a Sejel não cumpriu a parte dela - disse, ao explicar que enviou ofício à secretaria no último dia 11 de dezembro.

A Sejel, além da reunião da secretária Janaina Chagas, com Rafael Melo, na quinta-feira, emitiu nota oficial sobre o assunto. Confira:

NOTA OFICIAL - Passagens Fast Clube

Devido à falta de prestação de contas da última viagem do Clube, realizada em janeiro deste ano, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) informa que não será possível liberar as 25 passagens solicitadas pelo time Fast Clube para a participação na Copa São Paulo de Futebol Junior.

De acordo com portaria n. 115/2017 publicada no Diário Oficial no dia 6 de novembro, a prestação de contas de qualquer viagem deve ser entregue no prazo de dez dias úteis após o dia do retorno para o Estado, e deve conter, além de duas cópias do relatório de viagem, cópia de inscrição do evento, cópia da autorização publicada no Diário Oficial do Estado, fotografias do torneio, documento da confederação ou organização da competição e canhotos dos cartões de embarque aéreo.

Até esta quinta-feira (28), o Fast Clube não havia prestado contas da viagem realizada em janeiro de 2017. Além disso, ainda segundo a portaria, a solicitação de passagens para participação em eventos nacionais deve ser protocolada com o mínimo de 30 dias. O Fast Clube fez a solicitação fora do prazo.

A titular Sejel, Janaina Chagas, se reuniu na tarde desta quinta-feira (28/12), com o diretor de futebol do Fast Clube, Rafael Melo, para tratar sobre a pauta. “Nós erramos por não termos prestado contas da maneira correta, eu acredito que se tivéssemos feito a prestação de contas da maneira adequada hoje nós não teríamos esse impasse, faltou um pouco de carinho, de zelo da nossa parte”, comentou Rafael, que também deixou claro que entende o Governo do Amazonas.

A Sejel sabe da importância da Copa São Paulo para o futebol amazonense e lamenta que o Fast não tenha prestado contas das passagens da última viagem, pois a secretaria gostaria muito de atender a solicitação da equipe. O Governo do Amazonas ressalta ainda que o dinheiro público precisa ser tratado de forma responsável, com seriedade e transparência, e que sem prestação de contas é impossível liberar passagens, seja para eventos nacionais ou internacionais.

Foto: Divulgação
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte