Notícias
Manaus começa a pensar nos preparativos para Libertadores Feminina
Bastidores
13.06.2018 - 12:26 - Amazonas

Uma Libertadores com estrutura de Copa do Mundo. Esse é o objetivo do Iranduba, que sediará a maior competição de clubes da América no mês de novembro. O anúncio feito na última segunda (11) trouxe comemorações e a certeza de muito trabalho nos cinco meses que faltam para a competição.

O diretor de futebol do clube, Lauro Tentardini, garante que o planejamento já havia começado antes mesmo do anúncio oficial. Cotações de hotel, passagens, transporte já foram feitas e dependem da assinatura de contrato para serem oficializados.

“Tudo foi bem planejado. Já cotamos os hotéis, as passagens aéreas, a questão do custo de estádios, ambulâncias, seguro médico, seguro de vida das atletas. Tudo está cotado e dentro o orçamento que nós recebemos e do que vamos receber da Conmebol. A partir da assinatura do contrato, vamos fechar definitivamente com os hotéis”, explicou.

Nas próximas semanas será formado um comitê organizador do evento que contará com representantes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Federação Amazonense de Futebol (FAF), Governo do Amazonas e Iranduba. Tentardini adiantou que o representante do time deve ser o presidente Amarildo Dutra, mas os nomes só serão anunciados após a Copa do Mundo.

O Governo do Estado anunciou que o apoio será com as praças esportivas usadas na competição: Arena da Amazônia, Estádio Ismael Benigno, a Colina, e Estádio Carlos Zamith. Outros espaços como o Estádio Roberto Simonsen (SESI) e o campo da Ulbra podem entrar como Centros de Treinamento para as equipes participantes.

“O Amazonas vai instituir um grupo com a gestora de praças esportivas, Mônica Figueiredo, para que façam o que é necessário. Temos praças adequadas a receber a competição e o que for recomendado vamos tratar. Já temos as praças organizadas e já recebemos Copa, Olimpíada, então temos espaço adequado pra isso”, disse o titular da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Manoel Almeida. A meta do Governo é que 250 mil pessoas assistam aos jogos da Libertadores Feminina.

Da Conmebol deve vir o aporte de US$ 1 milhão (dólares) que serão gastos na organização e premiação da Libertadores.“Está tudo encaminhado e não vamos ter problemas de alimentação, e transporte em Manaus como teve em outras edições de Libertadores. Esperamos fazer algo fantástico, a nível de Copa do Mundo”, finalizou Tentardini.

Três brasileiros em busca do título

A Copa Libertadores de Futebol Feminino em Manaus está prevista para acontecer entre os dias 4 e 18 de novembro, com a participação de 12 times de 10 países da América do Sul. Entre os representantes brasileiros na competição estão o Iranduba, que ganhou uma vaga como cidade-sede do evento; o atual campeão brasileiro, Santos; além do Audax, campeão da Libertadores no ano passado.

Foto: Junio Matos
Fonte: Jornal A Crítica
 
© Copyright 2004 - 2018 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte