Notícias
Nos pênaltis, São Raimundo-RR bate o Atlético Roraima e fatura o Roraimense Sub-17
Estadual
14.07.2019 - 17:12 - Roraima
Foto: Ivonisio Lacerda Jr

Em um jogo emocionante do início ao fim, o São Raimundo-RR levou a melhor contra o Atlético Roraima na decisão por pênaltis após empate em 2 a 2 no tempo normal e faturou o título do Campeonato Roraimense de Futebol Sub-17.

O São Raimundo-RR começou perdendo por 2 a 0, empatou na segunda etapa e, nos pênaltis, contou com as chances desperdiçadas pelo Atlético Roraima, uma defesa do goleiro 'Gago' e a cobrança final do atacante Guilherme para vencer pelo placar de 3 x 1 nas penalidades. Com o resultado, o Mundão irá representar o estado de Roraima na Copa do Brasil Sub-17, em agosto, contra o Ceará.

O Jogo

O Atlético Roraima foi amplamente superior em todo o primeiro tempo da partida, disputada no campo da Vila Olímpica Roberto Marinho, na manhã de domingo (14). Logo aos dois minutos, o Tricolor abriu o placar com gol de Thyrso, camisa 11 que foi eleito o craque do Roraimense Sub-17. O atacante invadiu a área e 'chapou' a bola de pé direito na saída do goleiro Josyas.

Pouco antes da metade do primeiro tempo, o Atlético Roraima já finalizava mais ao gol do Mundão e não dava espaço para o adversário trabalhar a bola, tanto que o Tricolor da Mecejana teve mais posse de bola e mais oportunidades de gol. Eis que a equipe marca o segundo na partida. Em falta cobrada na área, Patrick Dal raspou de cabeça e a bola morreu no canto esquerdo do goleiro Dhonada 'Gago': 2 a 0.

O técnico do São Raimundo-RR, Madson Lima, acabou fazendo duas alterações ainda no primeiro tempo, na tentativa de reerguer a equipe após levar dois gols: Gabriel e Daniel entraram na equipe, nos lugares de Vinicius 'Argentino' e Kennedy.

O Mundão até chegou duas vezes ao ataque, mas sem êxito, uma na cobrança de falta de Guilherme e outra com Guilherme 'Uiramutã', que cabeceou livre na pequena área, mas para longe do gol. E o Roraima ainda assustou com um chutaço de Ruan, que raspou a trave e saiu. Fim da etapa inicial: 2 x 0 para o Tricolor.

No intervalo, o São Raimundo-RR fez uma mini-palestra, contando com dois membros da diretoria do clube, o presidente Sérgio Caranguejo e o técnico da equipe profissional, Chiquinho Viana. A conversa surtiu efeito, tanto que os garotos foram para o segundo tempo com mais disposição, buscando reverter o placar e seguir com chances de título. Logo no primeiro minuto da etapa final, um pênalti levantou a moral do time. Elmi cobrou e marcou, diminuindo o placar.

O Atlético Roraima seguiu jogando um futebol consistente e bem postado defensivamente, mas o volume de jogo do São Raimundo-RR aumentava a cada minuto. O Tricolor da Mecejana pecou em alguns passes no meio-campo, justamente no setor que dominava no primeiro tempo.

Desde a primeira etapa, o Mundão tentava chegar no ataque em jogadas pelas laterais e, em uma dessas, aos 18 minutos do segundo tempo, o time empatou e com estilo. Bola levantada na área, o atacante Guilherme dividiu no alto com o goleiro Josyas, a bola sobrou e num chute de longe em direção ao gol, o zagueiro do Roraima tirou em cima da linha, a bola raspou no travessão e na volta, o próprio Guilherme deu de bicicleta no cantinho, para a explosão da torcida na Vila, que estava silenciada pelos torcedores do Tricolor da Mecejana, até então.

Aos 29 minutos do segundo tempo, o Mundão perdeu o gol que seria o da virada. Guilherme enfiou a bola para o parceiro de ataque, Elmi, o camisa 9 deu de bico na saída do goleiro e a bola, caprichosamente, acertou a trave e voltou nas mãos do arqueiro tricolor, Josyas.

Um lance curioso e que proporcionou uma certa tensão na partida ocorreu do meio para o fim do jogo. Um homem, aparentemente torcedor do São Raimundo-RR, não ficou satisfeito com o cartão amarelo aplicado pelo árbitro Roberval Pereira para o jogador Gabriel, do Mundão. Logo ele pulou a divisória entre a arquibancada e o campo, partiu para cima do árbitro para reclamar. Ele foi retirado do gramado e se juntou, novamente, aos torcedores, e ainda discutiu com policiais. A partir daí, o jogo seguiu, mas sem chances claras de gol e terminou em 2 a 2.

Os pênaltis

Ao mesmo tempo em que o goleiro do Atlético Roraima brilhou, os jogadores da equipe não estavam inspirados e, das quatro cobranças do Tricolor da Mecejana, três foram por cima do gol e uma defendida pelo arqueiro do São Raimundo-RR. Tudo começou com Elmi, camisa 9 do Mundão, que abriu as cobranças e converteu.

Em seguida, Marcelo cobrou no alto e marcou o primeiro e único do Roraima. Gabriel, do Mundão, acertou o canto, a bola ainda bateu na mão do goleiro Josyas, mas entrou. Na sequência, Vitinho, do Atlético Roraima, chutou mal e mandou por cima do travessão. A pressão aumentou aí, com o primeiro erro.

Guilherme Uiramutã, do Mundão, foi para a bola, cobrou, e Josyas defendeu para o Tricolor da Mecejana. Kayo, zagueiro do Roraima que fez ótima partida no tempo normal, também isolou a bola. Ruan, do Mundão, bateu e novamente brilhou a estrela do arqueiro Josyas.

O placar de 1 x 1 seguia nos pênaltis, parecia que o gol não sairia mais. Juliano, do Atlético Roraima, entrou no segundo tempo, ele cobrou a quarta penalidade para a equipe, mas parou na defesa do goleiro 'Gago'.

Com isso, restava o último pênalti do Mundão, que definiria o resultado. Guilherme, o mesmo que marcou de bicicleta no tempo normal, foi para a cobrança e converteu acertando o canto direito do goleiro Josyas, que foi para o lado contrário. Na decisão dos pênaltis, o São Raimundo-RR venceu por 3 a 1 e soltou o grito "é campeão" para comemorar a conquista.

Foto: Ivonisio Lacerda Jr
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte