Notícias
Álvaro Miguéis lamenta rebaixamento e foca Copa Verde
Bastidores
12.08.2019 - 17:29 - Acre

O Atlético-AC iniciou a 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C, no último sábado (10), ainda com chances de se livrar do rebaixamento. Mas bastaram 10 minutos do primeiro tempo contra o Paysandu para minar qualquer poder de reação do clube acreano na competição. O Papão abriu 3 a 0 no placar no Mangueirão, em Belém (PA), dominou o partida e fechou a vitória por 4 a 0 com um gol na etapa final.

O treinador do Galo Carijó, Álvaro Miguéis, lamentou a queda do clube acreano para a Série D e deixou claro que era uma situação previsível diante da falta de investimentos após a perda de tantos jogadores que fizeram sucesso com o clube nas últimas três temporadas.

– É triste. É algo que eu sabia que podia acontecer desde quando estávamos jogando o estadual. Chamei o Geison (Morais, diretor financeiro) e o Elison (Azevedo, presidente), e disse que se não tivéssemos um investimento de R$ 400 mil ao mês, provavelmente, isso aconteceria. Não saí antes quando ganhei o estadual porque devo favores a pessoas que me ajudaram muito a construir essa história bonita no Atlético-AC, que me pediram que eu não saísse – afirmou.

Álvaro Miguéis disse que o time só começou a jogar contra o Paysandu quando o placar já estava em 3 a 0, mas evitou críticas aos atletas. Ele ressaltou que o momento é de seguir em frente.

– Nós jogamos mal. Começamos a jogar só a partir dos 18, 20 minutos do primeiro tempo, e o placar já estava 3 a 0. Mas é isso mesmo. Você só dá cancha aos mais jovens jogando. Não temos nada a reclamar de ninguém, todos deram seu máximo e agora temos que olhar pra frente porque terça-feira temos um jogo muito importante pela Copa Verde.

O Atlético-AC vai enfrentar o Ypiranga-AP nas oitavas de final da Copa Verde. O jogo de ida do confronto é nesta terça-feira (13), em Macapá. O objetivo na competição é avançar de fase mirando chegar à decisão, mesmo tendo um elenco reduzido nesse momento da temporada.

– Temos que procurar ir passando de fase e chegarmos ao objetivo que é chegar à final da competição. Sabemos que não temos mais aquele time (dos últimos três anos), mas temos que jogar sempre pra vencer. Fomos perdendo jogadores que eram protagonistas, que faziam a máquina funcionar e nós continuamos jogando um grande futebol no ano passado. Mas quando você perde tantos jogadores chega uma hora que não dá mais. Temos que pensar, a partir de agora, no jogo de terça da Copa Verde. Depois temos mais dois compromissos da Série C e temos que jogar para vencer. Não pode abandonar a competição, apesar do nosso elenco estar muito reduzido – declarou.

Sobre a possibilidade de permanecer no comando do time para a temporada 2020, o treinador não garante ficar e vai esperar o fim das competições para definir o futuro.

– Tem que esperar terminar as competições desse ano. Este ano já não era para eu ter ficado no Atlético-AC. Tive uma proposta muito boa e já expliquei porque fiquei. Mas pro ano que vem tenho que pensar após o término dessas duas competições – finalizou.

A delegação do Atlético-AC está em Macapá desde domingo. O time treinou no estádio Zerão nesta segunda-feira, local da partida contra o Ypiranga-AP. O provável 11 titular celeste para o confronto deve ter: Ruan, Jô (Matheus), Gabriel, Diego, Igor; Kássio, Marquinhos, Diogo, Ermel, Polaco e Jovambert (Tonho Cabañas). A partida está marcada para às 20h (de Brasília).

Foto: Manoel Façanha
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte