Notícias
Nacional é goleado pelo Red Bull Brasil e se despede da Copa SP
Base
09.01.2020 - 19:21 - Amazonas

Desfalcado, sem entrosamento e com quatro jogadores no banco de reservas. Pega tudo isso e joga no lixo. Mesmo após ceder cinco titulares ao time sub-23 que vai disputar a Série A2 do Paulista, a equipe sub-20 do Red Bull Brasil teve sua melhor atuação na Copa São Paulo de Futebol Júnior e venceu o Nacional-AM por 4 a 1 nesta quinta-feira, no estádio Benitão, pela terceira e última rodada do grupo 6 da fase de grupos. O Touro Louco, com o resultado, avançou à segunda fase, apesar de ainda esperar o resultado do outro jogo da chave para saber em qual posição. O Naça, por sua vez, foi eliminado.

Gols do jogo

Brown marcou aos 35 da primeira etapa, enquanto João Bruno chegou a deixar tudo igual no início do segundo tempo. Depois só deu Touro Louco. Vitinho, duas vezes, e Fonseca, ainda antes dos 20 minutos, deram números finais ao jogo. Os destaques foram Brown, com um gol e uma assistência Vitinho, com dois gols, e Moreira, com duas assistências. Pelo lado do Nacional, o goleiro José Victor evitou uma tragédia pior.

O jogo - O Red Bull Brasil entrou desfalcado de cinco titulares, que passaram a ocupar o time sub-23, que vai disputar a Série A2 do Campeonato Paulista. Mas se as ausências poderiam ser um indício de falta de entrosamento, foi exatamente o contrário que aconteceu. O Red Bull Brasil criou as melhores chances do primeiro tempo, fez do goleiro do Nacional, João Victor, o melhor em campo, e desceu para o vestiário com a impressão de que poderia ter aberto uma goleada. O gol de Brown aos 37 minutos, após falha defensiva - uma entre outras várias - de João Bruno foi o único marcado pelo Touro Louco. O Nacional só deu um chute a gol, de fora da área, com Denilso, e mais nada em 45 minutos.

Assim como fez contra o Paraná, no jogo de estreia, o Nacional voltou mais agressivo do intervalo. E não demorou para ser recompensado pela coragem. Pressionando a saída de bola, o Red Bull Brasil Brasil cedeu a posse em lançamento forçado para frente. Kalil recuperou, lançou para Max Nobrega, que contou com falha da defesa, mas perdeu a passada e o gol. No minuto seguinte, o próprio Nobrega foi derrubado na área. João Bruno, que havia falhado no primeiro gol, deixou tudo igual. A reação parou por ai. O Touro Louco, através de muita qualidade e velocidade de Brown, incomodou de todas formas.

O camisa 17 sobrou diante da marcação e distribuiu dribles e assistências. O Naça, todavia, demonstrava desgaste e muito espaçamento na linha defensiva. Aí facilitou o que viria a seguir. Aos oito, Vitinho recebeu cruzamento de Moreira e desempatou. O Red Bull Brasil continuou pressionando. Aos 11, Brown e Vitinho forçaram grande defesa de Vitinho. Aos 13, Vitinho recebeu mais um passe açucarado de Brown, de trás do meio de campo, e fez o terceiro. O quarto veio com Fonseca, aos 19, depois de assistência de Moreira. Sem forças para reagir, o Nacional deixou o tempo correr. E só não levou mais porque encontrou um rival de péssima pontaria.

Foto: Fernando Roberto
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2020 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte