Notícias
Baré recua de desistência e deve disputar o Roraimense 2020
Estadual
27.01.2020 - 10:00 - Roraima

Depois de dizer que não colocaria o time profissional em campo em 2020, o presidente do Baré, Oziel Araújo, diz que mudou de ideia e já se movimenta para colocar o clube no Campeonato Roraimense deste ano. O anúncio da entrega do estádio Canarinho, em reforma há quase dez anos, fez o dirigente mudar os planos.

- Não existe outro time que tenha mais títulos dentro desse estádio do que o Baré. Nós temos a maior torcida e a gente não poderia fazer isso com os nossos torcedores nesse momento histórico, que é a volta do Canarinho - disse Araújo.

Nos bastidores, o Baré enfrenta resistência por parte dos rivais, porque teve dois prazos para dizer se iria disputar e, em ambos, disse "não". No entanto, ganhou o apoio do presidente da Federação Roraimense de Futebol (FRF), Zeca Xaud, que até adiou o Estadual, anteriormente previsto para iniciar no final de fevereiro, para começar dia 7 de março.

Xaud ainda abriu a possibilidade dos outros quatro times locais entrarem no campeonato, mas apenas o Náutico se interessou. Segunda-feira (27) é o último prazo para Baré e Náutico dizerem oficialmente ao Conselho Arbitral da FRF, formado pelos clubes locais, se vão disputar o Estadual. A partir daí, a FRF irá definir a tabela e o regulamento da competição.

Atual vice-campeão roraimense, o Colorado dá sinais de que quer ir a campo, tanto que apresentou, na quarta-feira (22), o elenco com 18 jogadores (todos locais) e a comissão técnica para a temporada 2020. Nomes como o atacante Washington, o meia Cacau e o técnico Betinho já começaram a trabalhar.

E a Série D?

As declarações de Oziel Araújo sobre não disputar as competições profissionais em 2020 motivaram a FRF indicar o Atlético Roraima, terceiro colocado no Estadual do ano passado, como o segundo representante de Roraima na Série D do Brasileirão deste ano.

O presidente do Baré disse que foi mal interpretado e que, em "nenhum momento", ele ou o vice-presidente do clube, Zuza Araújo, seu pai, informaram oficialmente a desistência das vagas na quarta divisão e na Copa Verde, conquistadas com o vice-campeonato estadual em 2019.

- O que nós falamos lá atrás seria apenas a desistência do Campeonato Roraimense - reforçou.

Zeca Xaud, por sua vez, admitiu ao GloboEsporte.com que a indicação foi feita à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) depois da reunião do Conselho Arbitral, no dia 18 novembro, porque a entidade maior solicitou o nome do segundo representante local na Série D.

- Nós indicamos pela desistência do Baré. Se o Baré desistiu do campeonato, como é que ele iria participar de uma Série D sem disputar um campeonato desse? Isso é incoerência! Agora o Baré voltou, e voltou muito bem e nós o admitimos - explicou.

O GloboEsporte.com pediu um posicionamento da CBF, por meio da assessoria, sobre ter recebido a comunicação da FRF, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.

Clubes se dividem; Roraima ameaça processar FRF e CBF

Na última reunião da FRF, realizada no último dia 9, Atlético Roraima, São Raimundo, GAS e Rio Negro, que já oficializaram a participação no Estadual, votaram contra a entrada do Baré no campeonato. Mas Oziel Araújo articulou com os clubes, que agora têm posições diferentes sobre o assunto.

Carlos Alberto, presidente do Roraima, clube beneficiado com a possível desistência total do Baré das competições em 2020, se manteve contrário ao retorno, mas disse que Zeca Xaud tem liberdade para decidir sobre o Estadual. No entanto, disse não abrir mão da vaga na Série D.

- Se a gente ficar fora (da Série D), eu irei entrar (com processo) contra a federação e contra a CBF, porque eles me incentivaram a fazer um gasto desnecessário - disse Carlos Alberto, que prevê investimentos de aproximadamente R$ 100 mil no clube até o início do Estadual.

O diretor de futebol do Rio Negro, Cláudio Santos, também é contra o retorno do Baré.

- Tivemos duas datas para confirmar (a participação no Estadual) e o Baré (por meio do Zuza) disse, na presença de todos os dirigentes e presidentes de clubes que estavam presentes na aquele dia (18 de novembro), que não participaria nem do Estadual e nem da Série D - avaliou.

Zuza Araújo negou que tenha dito na reunião de 18 de novembro que o Baré ficaria fora das competições em 2020.

- Fui na reunião pra comunicar o não comparecimento do Baré no Campeonato Roraimense. Em nenhum momento na reunião falei do Brasileiro (Série D) - disse.

O presidente do São Raimundo, Sérgio Caranguejo, se absteve sobre o retorno do Baré, mas acredita que o clube rival descumpriu o prazo para informar que disputaria o Estadual.

- Se a federação determinou prazo de inscrição até data tal... depois disso, não entra mais ninguém. Mas quem decide isso é a federação. Sobre a Copa Verde, reafirmo o que disse no ano passado: o campeão estadual tem que disputá-la, não o vice - opinou.

Já o presidente do GAS, Jander Cavalcante, é o único 100% favorável à entrada do Baré no Estadual.

- Agora somos favoráveis, devido às circunstâncias do nosso futebol, que é precário. Temos cada vez menos clubes no campeonato. Tomamos a decisão pensando no futebol, principalmente no Baré, time de camisa, de torcida. Quem ganha com isso é o nosso torcedor - declarou.

Foto: Divulgação
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2020 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte