Notícias
Rodrigo Ramos lista precauções com "novo normal" no futebol
Altos
05.06.2020 - 19:47 -

Em meio ao combate à pandemia do novo coronavírus, clubes e federações se preparam a retomada das atividades esportivas em todo o mundo. Para isso, uma série de exigências sanitárias e de prevenções, inexistentes até poucos meses atrás, precisam ser adotadas pelas equipes. E é justamente essa adaptação ao “novo normal” que liga o alerta do goleiro do Altos, Rodrigo Ramos (foto).

Ciente da realidade dos times piauiense, o camisa 1 acredita que o reajuste e implantação das normas exigidas pela CBF e órgãos de saúde tenha um grau de dificuldade muito maior no estado.

- Para os clubes piauienses será muito difícil seguir os novos protocolos que a CBF tem organizado principalmente para clubes de Séries A e B. Esses clubes têm fontes de receitas bem maiores que as nossas, das Séries C e D, têm clubes que nem série tem. Eles (clubes das Séries A e B) têm cotas de televisão e muito grandes de patrocínios, então, para eles é mais fácil manter esses protocolos, os exames e tudo mais - comentou o goleiro.

- Para o futebol piauiense será muito mais complicado isso, será muito difícil essas regras serem cumpridas à risca. Em minha opinião, é muito difícil ver clubes piauienses fazendo o que os clubes cariocas têm feito. Na questão de treinamentos, que ocorrem por grupos, de forma isolada e acho que vai ser bem complicado para os piauienses seguirem esses protocolos da CBF – destacou o goleiro do Altos - pontuou o goleiro do Altos.

O “novo normal” citado por Ramos tem sido adotado por todas as equipes do futebol brasileiro e mundial. Seguindo as regras da CBF e dos órgãos de vigilância sanitária de cada estado, os clubes precisam adotar medidas e cuidados para evitar possíveis contaminações de coronavírus no retorno aos trabalhos físicos e técnicos.

- Dentro de campo muitos cuidados, a questão das máscaras, do distanciamento e futebol é um esporte de contato físico e em alguns momentos você pode ter um eventual contato com os adversários, mas não pode ter com jogador do seu próprio time. Não pode comemoração, por exemplo, e esse novo normal nos deixa temerosos. O futebol por um bom tempo vai ser aquele futebol que estamos acostumados a jogar e acompanhar - contou Ramos.

A Federação de Futebol do Piauí se adiantou às decisões do governo do estado e montou um plano de ação com ações e cuidados que os clubes precisam tomar em meio à pandemia. Mesmo com a medida, Rodrigo Ramos acredita que a entidade poderia fazer mais esforços pela retomada do Campeonato Piauiense.

- A gente aguarda com ansiedade e expectativa (o retorno do Piauiense). Uma expectativa boa para que a federação piauiense dê seu parecer junto ao governo. É claro que existem decretos do governo estadual e da própria Prefeitura de Teresina, mas acho que a federação já poderia estar se movimentando e buscando alternativas. Aqui no Maranhão, por exemplo, tem até data para reinicio de treinamento, dia 22 de junho, e 1º de agosto a volta da competição. Praticamente um mês e 10 dias depois de reiniciar os treinamentos começa, no Maranhão, recomeça o campeonato. Isso é uma perspectiva da federação maranhense. E aqui no Maranhão os números são bem mais aterrorizantes aqui no Piauí – destacou o goleiro do Jacaré.

Foto: Luís Júnior/AA Altos


Enquanto não tem uma definição sobre a volta aos trabalhos no Altos, Rodrigo Ramos segue treinando e mantendo a forma física para agilizar uma melhor retomada ao trabalhos técnicos. O goleiro se juntou a um grupo de amigos no interior do Maranhão, onde reside, e montou uma academia de goleiros para a execução de treinos diários.

Tratada como setor de baixa prioridade, as atividades esportivas no Piauí seguem sem data definitiva para retorno. A FFP informou no começo desta semana que aguarda a retomada das atividades econômicas do estado para formatar uma retomada do Piauiense. A entidade só deve se pronunciar oficialmente sobre a volta do estadual quando a movimentação da economia for reaberta.

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA DE RODRIGO RAMOS

RETOMADA DO FUTEBOL

- Temos acompanhado a movimentação do futebol mundo a fora, principalmente dos campeonatos europeus se movimentando para voltar, alguns já voltaram, como o Campeonato Alemão. Aqui no Brasil algumas federações já permitindo que clubes voltem a treinar, nesse primeiro momento.

JOGO SEM TORCIDA

- Imagino um novo momento para o futebol, em todas as áreas. Seja em dentro campo e fora de campo. Dentro de campo temos visto jogos na Europa sem público e isso é muito triste para o futebol brasileiro. O torcedor do futebol brasileiro é apaixonado, vive pelo futebol, e não poder acompanhar o time de perto, em jogos e treinos é muito complicado. Muitos clubes, no próprio Piauí vivem de renda, principalmente os clubes do interior do estado. Você não pode ter o torcedor do lado e complica bastante, inclusive financeiramente.

Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2020 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte