Notícias
Jogadores do Paysandu realizam testes físicos na Curuzu em grupos separados
Bastidores
28.06.2020 - 19:24 - Pará
Foto: Jorge Luiz/Paysandu

Era por volta das 7h quando Nicolas chegou à Curuzu, na manhã deste sábado (27). Logo na entrada do estádio, o atacante foi abordado pelo enfermeiro Alan Souza, que aguardava ele e o restante dos jogadores com um termômetro, para verificar a temperatura corporal. “Esse é o nosso novo normal. Apesar das mudanças e das restrições, estou muito feliz por retornar aos trabalhos”, afirmou o artilheiro bicolor, que, em seguida, usou álcool em gel nas mãos, passou pela cabine de higienização e ainda respondeu a um questionário elaborado pelos médicos Edilson Andrade e Marcelo Gaby. Depois de cumprir o protocolo de segurança contra a Covid-19, os jogadores foram avaliados pelos fisioterapeutas Júnior Furtado e Mário Carvalho em uma área a céu aberto e finalmente liberados para os testes físicos no gramado.

Em grupos separados de quatro atletas, eles realizaram o Yoyo Teste de Recuperação Intermitente, que tem um ritmo progressivo de corrida que aumenta à medida de sinais sonoros. “É um teste específico de campo que nos mostra o nível de aptidão física do atletas”, explicou o fisiologista do clube, Thiago Chinelato, que acompanhou os trabalhos com um notebook para marcar os tempos registrados pelos aparelhos GPS usados pelos jogadores.

A primeira equipe foi a campo às 7h30 e a última às 11h30, sempre com distanciamento social durante a atividade. Os jogadores já chegaram vestidos com seu material de trabalho (calção, meia, camiseta e tênis). Todos os profissionais da comissão técnica usaram máscaras e protetor facial. As atividades foram comandas pelo preparador físico André Ferreira e seu auxiliar, Roberto Onety. O técnico Hélio dos Anjos e o auxiliar-técnico Marcelo Rocha observaram a movimentação da arquibancada.

REAPRESENTAÇÃO

A partir desta segunda-feira (29), os treinos serão retomados na Curuzu, inicialmente em um período, pela manhã, e em cinco horários diferentes, para evitar aglomeração no estádio entre os grupos de atletas, conforme prevê a etapa dois do protocolo do clube. Ainda de acordo com as medidas de segurança previstas no documento, a imprensa não poderá acompanhar as primeiras semanas de atividade. O acesso desses profissionais ao estádio será retomado somente após a quarta etapa do protocolo. Enquanto isso, as entrevistas coletivas diárias serão realizadas por meio de videoconferência.

O atacante Marco Antônio retornou para o time sub-20. Já o meio-campista Alan Calbergue, que estava emprestado, foi reintegrado ao elenco.

EXAMES NO HOSPITAL PORTO DIAS

Antes dos testes físicos, jogadores, integrantes da comissão técnica, diretoria e funcionários realizaram exames de Covid-19 no Hospital Porto Dias, nos dias 24 e 25 de junho, para verificar a existência ou não do vírus no organismo. Os familiares dos profissionais do Paysandu também são monitorados pelo clube por meio de questionário epidemiológico.

Os anticorpos IGM reagente ou positivo apontam que o paciente está ou esteve infectado, contaminado recentemente e o corpo ainda pode lutar atualmente contra a infecção. Já os anticorpos IGG reagente ou positivo indicam que a pessoa teve infecção anterior, com pelo menos três semanas, e está possivelmente imunizada. Aqueles que não possuem anticorpos, portanto IGG e IGM negativos ou não reagentes, não tiveram contato com o vírus.

Dos 70 profissionais que fizeram os exames, 27 estão possivelmente imunizados, 42 não tiveram contato com o vírus e um está infectado. Confira os resultados:

IGG positivo ou reagente: 11 atletas, 11 funcionários da Curuzu, quatro integrantes da comissão técnica e um membro da diretoria. Todos estão aptos para trabalhar presencialmente;

IGM positivo ou reagente: um atleta que já encontra-se em isolamento domiciliar;

IGG e IGM negativos: 16 atletas, 14 integrantes da comissão técnica, nove funcionários da Curuzu e três membros da diretoria. Todos estão aptos para trabalhar presencialmente.

Apenas um atleta, que já estava em isolamento domiciliar com sintomas leves da doença, não realizou exames. Ele fará os testes no 15º dia de confinamento, enquanto é monitorado constantemente pelos médicos bicolores.

Foto: Jorge Luiz/Paysandu
Fonte: Assessoria/Paysandu
 


© Copyright 2004 - 2020 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte