Notícias
Em estreia, Rio Negro vence de virada o CDC Manicoré
Série B do Campeonato Amazonense
17.10.2020 - 22:56 - Amazonas

No jogo que fechou a primeira rodada a Série B do Campeonato Amazonense, o Rio Negro sofreu, mas venceu o CDC Novo Aripuanã por 3 a 2, de virada. A partida foi realizada neste sábado, às 18h, no estádio Ismael Benigno (Colina), em Manaus.

No primeiro tempo, Euller abriu o placar para o CDC e depois Raphinha empatou. Os outros gols da partida foram marcados no segundo tempo. Waldeyr recolocou a equipe interiorana na frente aos seis minutos. Manga empatou aos 18 minutos e o zagueiro Cleberson virou a partida aos 31 minutos.

As duas equipes voltam à campo na próxima quarta, pela segunda rodada do estadual. O Rio Negro enfrenta o JC Futebol, no estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara, às 16h. O CDC Novo Aripuanã enfrenta o Clíper, no estádio Carlos Zamith, às 15h30.

Primeiro tempo

O Rio Negro começou melhor, principalmente pelo lado direito, com Gabriel Soeiro. Aos 17 minutos, o time chegou a marcar. Depois de escanteio, Raphinha mandou a bola para a área e acabou encobrindo o goleiro. A arbitragem anulou o gol alegando que não havia autorizado a cobrança do tiro de canto.

E com diz o ditado: Quem não faz, leva. No primeiro ataque do CDC, Euller aproveitou o cruzamento da esquerda e se jogou para marcar de carrinho, aos 25 minutos. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.

Aos 30 minutos, Gabriel Soeiro teve a chance de empatar. O atacante perdeu gol sozinho, dentro da pequena área. O empate saiu no ataque seguinte. Aos 33 minutos, Raphinha recebeu passe livre dentro da área. O meia esperou o goleiro sair e chutou forte, no canto alto e deixou tudo igual.

No final da primeira etapa, Rondinelli perdeu um gol incrível. Depois do chute na trave de Serginho Duarte, a bola sobrou para o zagueiro que, sem goleiro, chutou para fora.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, logo aos três minutos, o CDC Novo Aripuanã teve um pênalti a favor. O goleiro Oliveira derrubou Betinho dentro da área. Na batida, Waldeyr, capitão da equipe interiorana, marcou.

O Rio Negro empatou mais uma vez aos 18 minutos, com Manga. O atacante pegou a sobra dentro da área e chutou forte, em baixo. A bola passou entre as pernas do goleiro do CDC. A virada do Rio Negro saiu aos 31 minutos, com Cleberson. Ele aproveitou passe de cabeça de Rondinelli e chutou forte para vencer o goleiro.

O Rio Negro quase conseguiu o quarto gol aos 42 minutos, mas depois do pênalti sofrido por Gabriel Soeiro, Raphinha bateu e o goleiro do CDC defendeu. No fim, Serginho Duarte foi expulso e, após reclamar, o roupeiro do Galo também levou vermelho

Foto: João Normando
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2020 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte