Notícias
Fast vence o Bragantino, garante vaga na próxima fase e assume liderança
Série D
14.11.2020 - 18:03 - Amazonas

O Fast se garantiu matematicamente na próxima fase da Série D do Brasileiro com duas rodadas de antecipação. A equipe amazonense deu o troco no Bragantino-PA, time que havia perdido no primeiro turno por 3 a 1, e venceu neste sábado, na Arena da Amazônia, por 2 a 1. Os gols do Tricolor de Aço foram marcados por Marco Goiano e Ronan, de pênalti. O Tubarão, que já estava classificado, descontou com Edicleber.

Com a vitória, o Fast chega aos 22 pontos, assume a liderança do grupo 1 da Série D e garante vaga, matematicamente, para a segunda fase da Série D. Já o Bragantino, que também está classificado, cai para a segunda posição, com 21 pontos.

Na 13ª rodada o Fast visita o Rio Branco-AC, no próximo dia 22. Já o Bragantino recebe em casa o Atlético-AC, no dia seguinte.

Foto: Adilson Nascimento/Fast


O jogo - Sob forte calor na Arena da Amazônia, com jogo às 15h (16h de Brasília), partida começou com pouca movimentação no início. Mas por ser mandante, o Fast buscava mais o ataque e, aos poucos tentou alguns chutes de fora da área. Já o Bragantino-PA optou por jogar nos contra-ataques. A alternativa, para ambos os times, foi buscar a bola parada. E foi justamente em um cobrança de falta que o Fast abriu o placar, com Marco Goiano, aos 22. O meia, ex-Braga, mandou no ângulo, a bola ainda tocou no travessão, sem chances para o goleiro Deco. Após a parada técnica, o Braga melhorou e passou a pressionar mais. Tanto que conseguiu uma bola na trave com Paulo de Tárcio, aos 31. Depois disso, a melhor chance foi em uma jogada rápida de Negueba, para o Fast, mas que ficou na defesa do goleiro Deco, aos 43.

Na volta do intervalo o Bragantino voltou melhor. Tanto que quase marcou com menos de um minuto, com Canga. Porém, conseguiu o empate aos 10 minutos, em cobrança de falta. Wendell cobrou bem, o goleiro Alencar espalma, bola bate na trave e, no rebote, Edicleber empatou. Depois disso, o Braga ainda teve uma chance com Fidelis, aos 18, mas mandou para fora. Porém, um minuto depois Ronan recebeu na área e tentou arrumar e bola tocou na mão de Jackson: pênalti. Ronan cobrou bem e colocou o Tricolor na frente, aos 20. O Tubarão quase empatou aos 24, com Fidelis, que recebeu livre na área, mas chutou na trave. O mesmo atacante teve uma chance um minuto depois, mas o goleiro Alencar defendeu. Aos 42 o Braga ficou com um jogador a menos, com a expulsão de Ricardo Capanema.

Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2021 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte