Notícias
Abatidos por noites sem dormir, jogadores do Santos-AP buscam forças seguir na Série D
Brasileirão
17.11.2020 - 09:05 - Amapá

Superação é a palavra que mais vem sendo dita nos últimos treinos do Santos-AP que nos próximos sete dias fará três partidas pelo Campeonato Brasileiro da Série D. Desgastados por noites mal dormidas por causa do apagão energética que já dura 14 dias no Amapá, o grupo de jogadores está buscando força na fé e na amizade de cada companheiro para lutar por bons resultados até o fim da competição nacional.

- Não está sendo fácil com todos esses atropelos e infelizmente por conta desses episódios de corona vírus e o apagão, mas temos fé que vamos superar e fazer bons jogos para fechar a Série D - destaca o meia santista Lessandro.

O Santos-AP teve as partidas contra, Sinop-MT, São Raimundo-RR e Altos-PI remarcadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por causa da situação de calamidade em Macapá devido a alta nos casos da Covid-19 e a falta de energia elétrica.

Além do abatimentos pelos desafios enfrentados nestes dias, que também afetou o fornecimento de água para a higiene adequada dos atletas por falta de eletricidade para encher as caixas d´´agua do Centro de Treinamento do Santos-AP, onde ficam os alojamentos, o time ainda perdeu o técnico Edson Porto e alguns jogadores que deixaram o clube.

- Noventa por cento dos jogadores do Santos são de fora do Estado e moram no CT e sem energia elétrica os jogadores não conseguem dormir direito e no outro dia para treinar é complicado, o atleta não descansa direito e não fica 100% para se preparar adequadamente. É uma situação difícil neste apagão onde a gente não consegue nem ter uma água gelada para o atleta tomar nos treinos - destacou Luciano Marba, presidente do Santos-AP.

Entre os jogadores que deixaram o clube estão Balão Marabá, Juninho, Palito, Murilo e Rafinha. A notícia boa para o atual técnico Minga, que vai comandar a equipe nos últimos jogos da Série D, é que alguns jogadores que estavam no departamento médico por lesões ou casos de Covid-19 estão liberados para jogar é o caso do capitão e xerife da zaga santista, Dedé, que vai está em campo.

Foto: Divulgação
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2021 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte