Notícias
3B é denunciado por escalação irregular, e decisão do estadual feminino é suspensa
Amazonense Feminino
24.11.2020 - 18:28 - Amazonas

A final do Amazonense feminino, entre 3B Sport e Recanto da Criança, marcada inicialmente para esta quarta-feira, dia 25, no estádio da Colina, foi suspensa. A decisão, de forma liminar, foi do presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM), Edson Rosas Jr.

A medida foi solicitada pela Procuradoria do Tribunal, que denunciou o 3B Sport, um dos finalistas, por supostamente ter escalado a lateral Gisele de forma irregular nos últimos dois jogos - empate contra o Recanto e vitória contra o Rio Negro.

Quando ainda era jogadora do Iranduba, Giselinha foi expulsa na final do torneio em 2019, justamente contra sua atual equipe. Em julgamento em primeira instância, em fevereiro deste ano, ela foi apenada com três jogos de suspensão. No caso, teria cumprido só o primeiro, na estreia contra o JC, isso pois estava lesionada. O JC, terceiro na tabela e de olho na vaga na final, que fez a notícia de infração.

O novo julgamento do 3B e de Gisele ocorre na sexta-feira, dia 27, às 16h, na sede do TJD, na Zona Centro-Sul de Manaus. O clube está sendo denunciado no artigo 223 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), relacionado a deixar de cumprir ou retardar cumprimento de decisão, e artigo 2014, que é referente a incluir na súmula atleta irregular.

O Código Brasileiro de Justiça Desportiva prevê, nesse caso específico, a perda dos pontos máximos da partida, ou seja, três pontos por cada uma das partidas (seis), além dos pontos conquistados (um empate e uma vitória). O time pode perder 10 pontos e, com isso, ficar fora da final. Além disso, pode receber multa que varia de R$ 100 a R$ 100 mil.

Já Gisele, expulsa na final do Amazonense de 2019 por ter agredido verbalmente a árbitra Elivane Trindade da Costa, também será julgada no artigo 223. Ela pode ser multada em R$ 100 até R$ 100 mil. E também cumprir a pena imposta inicialmente.

Segundo a sub-procuradora do TJD-AM, Ketlen Roque, a notícia infração, feita pelo JC, surgiu no dia 19 de novembro. Com três dias para analisar, ela confimou que deu prosseguimento à denúncia no dia 21. Com o julgamento marcado para o dia 27, foi feito pedido para que a competição fosse paralisada.

Foto: João Normando


SUSPENSÃO DO CAMPEONATO

Decido.

Presentes os requisitos do fomus boni iuris e periculum in mora, considerando a relevância do fundamento do pedido, considerando que a demora tornará ineficaz a medida e que a realização da partida nos moldes atuais o prejuízo será de difícil reparação, DEFIRO a liminar requerida pelo Parquet Desportivo, SUSPENDO A REALIZAÇÃO DA FINAL DO CAMPEONATO AMAZONENSE DE FUTEBOL FEMININO DE 2010 AGENDADA PARA O DIA 25/11/2020 ATÉ DECISÃO PROFERIDA NA SESSÃO DE INSTRUÇÃO E JULGAMENTO DA SEGUNDA COMISSÃO DISCIPLINAR DESTA CORTE DE JUSTIÇA DESPORTIVA AGENDADA PARA O DIA 27/11/2020.

Determino, ainda, nos termos do artigo 119, §2ª2:

1. INTIMAÇÃO da Federação Amazonense de Futebol – FAF, da decisão que suspendeu a partida final do campeonato amazonense de futebol feminino de 2020, sob pena de multa no valor de R$ 20.00,00 (vinte mil reais) pelo descumprimento da ordem aqui emanada;

2. INTIMAÇÃO do Sr. Roberto Peggy, Diretor/Coordenador de Competições da Federação Amazonense de Futebol – FAF, para apresentar contrarrazões, no prazo da lei, se assim o desejar;

3. INTIMAÇÃO da EPD Associação Esportiva 3B da Amazônia e EPD JC Futebol Clube, da decisão que suspendeu a partida final do campeonato amazonense de futebol feminino de 2020, sob pena de multa no valor de R$ 20.00,00 (vinte mil reais) pelo descumprimento da ordem aqui emanada;

4. INTIMAÇÃO da EPD Associação Esportiva 3B da Amazônia para contrarrazoar a presente MI no prazo da lei, se assim desejar; e

5. JUNTADA aos autos do processo nº 068/2020 de todas as peças desta MI para conhecimento dos Auditores.

CITE-SE E INTIME-SE COM URGÊNCIA.

Manaus (AM), em 24 de novembro de 2020.

EDSON ROSAS JÚNIOR
PRESIDENTE DO TJD/AM


EDITAL DE CITAÇÃO E INTIMAÇÃO N˚042/2020

A Auditora Presidente da Segunda Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas, Dra. LAURA FLÁVIA GUIMARÃES, de acordo com o disposto no artigo 45 a 51, todos do CBJD, faz saber aos que deste EDITAL vier ou dele conhecimento tiverem, que os Processos abaixo relacionados, encontram-se na Pauta da Sessão de Instrução e Julgamento que se realizará no dia 27 de Novembro de 2020, com início às 16h, no Fórum Presidente Edson Rosas Júnior, em seu Plenário Dr. Alberto dos Santos Pulga Barbosa, 1º andar, sito a Rua Rio Purus, n˚29, Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, em Manaus/AM.

1.PROCESSO DISCIPLINAR DESPORTIVO N˚ 068/2020.

COMPETIÇÃO: CAMPEONATO AMAZONENSE DE FUTEBOL FEMININO 2020

JOGO: A GREMIO ESPORTIVO RECANTO DA CRIANÇA/AM X 3B SPORT/AM

DATA DO JOGO: 09/11/2020

CATEGORIA: NÃO PROFISSIONAL

AUDITORA RELATORA: DRA. ELAINA LARISSE FRUTUOSO.

DENUNCIADO (S):

1. GISELE TELES DE MESQUITA, ATLETA DA EPD ASSOCIÇÃO ESPORTIVA 3B DA AMAZÔNIA, INCURSO NO ARTIGO 223 DO CBJD.

2. LAURO FERNANDO TENTARDINI, DIRETOR DE FUTEBOL DA EPD IRANDUBA DA AMAZÔNIA, INCURSO NO ART. 223 DO CBJD.

3. ASSOCIAÇÃO ESPORTIVA 3B DA AMAZÔNIA, EPD PARTICIPANTE DA COMPETIÇÃO, INCURSO NOS ARTIGOS 223 E 214 DO CBJD.

Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2021 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte