Notícias
Amazonas sofre gol de goleiro no último lance e fica no 2 a 2 com o Rio Branco
Brasileirão
21.05.2022 - 20:59 - Amazonas

O Estádio Florestão recebeu um jogo frenético na noite deste sábado (21). Fora de casa, o Amazonas FC ficou no 2 a 2 com o Rio Branco, pela 6ª rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. A partida entre os líderes do grupo A1 teve expulsão, reviravoltas e dois gols marcados nos últimos momentos de bola rolando, sendo o último de goleiro. Rafael Tavares e Vitinho foram às redes pela Onça, enquanto Ciel e o arqueiro Evandro Gigante marcaram pelo Estrelão.

O jogo

Quem começou pressionando foi o time da casa. Aos sete, Dolem errou passe no campo de defesa, Índio arrancou pela direita e cruzou para Matheus Nego, o atacante fez o pivô, girou em cima da marcação e chutou, a bola passou próximo ao poste e foi pra fora. Na sequência, Ciel cobrou escanteio pela direita, Yago se desvencilhou da marcação e conseguiu cabecear sozinho na marca do pênalti, o tiro parou nas mãos de Gustavo, que fez defesa providencial.

A equipe amazonense foi acordando aos poucos e equilibrou o jogo, chegando ao ataque pela primeira vez aos 11, quando após cobrança de falta afastada pela defesa acreana, Ruan pegou a sobra e chutou por cima do gol. A Onça abriu o placar aos 23 minutos, num golaço de seu camisa 10. Rafael Tavares cobrou falta com maestria, longe do alcance do goleiro Evandro, que nada conseguiu fazer, abrindo os trabalhos no Florestão.

Quando a Onça pressionava em busca do segundo gol, veio um golpe no sistema defensivo aos 38 minutos. O zagueiro Vinícius, que atuava improvisado como lateral-esquerdo, cometeu falta dura na intermediária e levou o segundo cartão amarelo, deixando o Amazonas com um jogador a menos, com a consequente expulsão. Naturalmente, o Rio Branco se lançou ao ataque, mas inicialmente, a defesa da Onça se portou bem.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o técnico Rafael Lacerda lançou Henrique Santos e Adriano nas vagas de Rafael Tavares e Diogo Dolem. Aos nove minutos, o Rio Branco chegou ao empate, da mesma maneira que o Amazonas: em cobrança de falta. Da meia-lua, Ciel bateu forte no canto de Gustavo e deixou tudo igual.

Aquilo que já era uma pressão grande do time da casa, ficou ainda mais inflamada com o gol de empate, que empurrou o Estrelão pra frente, encurralando a Onça. Até que aos 40 minutos, brilhou a estrela do estreante Vitinho. Ele puxou o contra-ataque pela esquerda, tocou para Ítalo, que deixou para Robertinho, o volante foi trombando com a defesa e conseguiu tocar para Henrique Santos, outro estreante, que chegou batendo cruzado, Evandro pegou e deu rebote nos pés de Vitinho, que fuzilou as redes, colocando a equipe aurinegra na frente.

Quando parecia que tudo caminhava para uma vitória heroica da Onça, brilhou a estrela do goleiro Evandro Gigante. Aos 50 minutos, ele deixou a meta e foi tentar a sorte na área do Amazonas. Livre de marcação, o goleiro se abaixou e de cabeça empatou o jogo. Não havia tempo para mais nada, fim de jogo.

Foto: Manoel Façanha
Fonte: Portal Esporte Manaus
 


© Copyright 2004 - 2022 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte