Notícias
Em crise, Independente ainda não garante participação no Amapazão
Estadual 2015
31.12.2014 - 16:45 - Amapá
Foto: Jonhwene Silva/GE-AP

Há muito tempo que o 'Carcará da Vila Maia', como é conhecido o Independente Esporte Clube, vem passando por anos conturbados, principalmente no quesito financeiro. A equipe do município de Santana - distante cerca de 17 quilômetros de Macapá - ainda não esboçou nenhum planejamento para o Sub-20 (previsto para acontecer na segunda quinzena de janeiro), junto com o aniversário de 53 anos do clube, no mesmo período, e também ainda é dúvida a participação no campeonato estadual, o 'Amapazão', que acontecerá em março de 2015.

Na temporada 2013, a equipe foi formada às vésperas do Campeonato Profissional, fazendo com que o rendimento do Independente caísse ficando fora do Top 5. Em 2014 o Carcará não participou do estadual. O último título conquistado pelo clube foi o troféu de campeão profissional amapaense em 2001.

Segundo Alzemiro Rocha, presidente do Independente, está nos planos a participação do clube nas duas principais competições no Amapá em 2015, mas ressalta que precisará da ajuda do governo para poder montar a equipe.

- Queremos participar do Sub-20 e Amapazão, mas atualmente o clube passa por um momento conturbado. Já conversei com o governador eleito para saber dos seus planos para o esporte e ele me deixou claro que quer ver o futebol amapaense no auge novamente. A previsão é que em janeiro nós realizemos reuniões para montarmos a equipe - contou Alzemiro.

Sem parabéns para o aniversariante

No dia 19 de janeiro de 2015 o Independente Esporte Clube completará 53 anos de existência, mas o momento não é propício para comemoração. O clube tem uma dívida que já dura décadas fazendo com que em 2003 a sede do clube, localizada no Centro de Santana, fosse leiloada por R$ 140 mil. O dirigente do Carcará da Vila Maia conta sobre a grave crise do clube e afirma que não fará programação especial para os 53 anos da entidade esportiva.

- Atualmente o clube só tem o nome Independente Esporte Clube. O resto, como a sede e outros bens materiais, foram todos vendidos para pagar dívidas. Vou comemorar, mas só comigo mesmo, pois não temos condições de realizar qualquer cerimônia - finalizou Alzemiro.

Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte